A água e a purificação

Članak

arquétipo de mim

Aurora mergulha os pés na água do rio, junto ao sítio onde ele cai em pequena cascata para depois continuar o percurso delineado pelas pedras no leito e pelas folhagens verdes, que se debruçam sobre ele e o acolhem. A natureza é fértil ali! Que sítio bom para ficar.

Sente a temperatura da água e a sua força… Tudo é intenso! O som, o sentir. Mexe os dedos e desliza os pés pela superfície em movimentos circulares, numa brincadeira infantil. Contempla, antes de fechar os olhos e abstrair-se de tudo, menos dessa força enérgica que lhe soube pelas pernas, lentamente e a vai preenchendo.

É de súbito que surgem umas companhias inesperadas! Ah!… Seres pequenos e dançarinos, de contornos femininos e translúcidos, esvoaçantes. Trazem consigo um nome que lhe ecoa no peito e mantém a vibração pelo resto do corpo, nas suas várias dimensões…. Ondinas. Ondinas. Aurora não lhes consegue perceber as feições mas distingue claramente os seus sorrisos e ouve as suas risadas suaves e cúmplices…

View original post još 259 riječi

Odgovori

Popunite niže tražene podatke ili kliknite na neku od ikona za prijavu:

WordPress.com Logo

Ovaj komentar pišete koristeći vaš WordPress.com račun. Odjava / Izmijeni )

Twitter picture

Ovaj komentar pišete koristeći vaš Twitter račun. Odjava / Izmijeni )

Facebook slika

Ovaj komentar pišete koristeći vaš Facebook račun. Odjava / Izmijeni )

Google+ photo

Ovaj komentar pišete koristeći vaš Google+ račun. Odjava / Izmijeni )

Spajanje na %s